Notice: Undefined variable: debug_processing in /home/mipt3173/web/mundoiptv.info/public_html/wp-content/plugins/ad-inserter/ad-inserter.php on line 8585
Ozark (Reprodução)

Ozark está se preparando para fazer sua despedida na tela da Netflix, mas enquanto isso não acontece, seu diretor de fotografia Armando Salas está comemorando sua indicação à categoria técnica do Emmy. Em uma entrevista ao site Collider, ele disse que jamais esperaria por isso, e teve uma reação incomum ao saber da notícia. Ele ainda revelou uma curiosidade: O motivo pelo qual quis deixar a série mais brilhante, e menos escura na terceira temporada.

“Na verdade, eu estava fazendo compras de manhã bem cedo no supermercado quando meu agente me ligou. Isso realmente jogou meu plano estratégico de comprar comidas para este período de pandemia por água abaixo”, disse ele que deixou as compras de lado e foi para o lado de fora do mercado tomar um ar. “Quero dizer, eu realmente não acreditei no começo, como a categoria é muito competitiva, os outros indicados são incrivelmente talentosos e os programas parecem maravilhosos, é uma honra incrível só de ser incluído nessa lista”, disparou.

Salas passou a fazer parte do programa na segunda temporada depois que Jason Bateman, queria um outro diretor de fotografia para filmar metade da temporada. Eles se deram tão bem, que logo o profissional passou a integrar o quadro fixo da série. Segundo ele, o motivo que fez com que ele amenizasse a escuridão da série foi para ir de acordo com a história.

“Bem, a segunda temporada foi incrivelmente sombria do ponto de vista da história e do que os personagens estavam passando. E então na terceira temporada, o campo de jogo fica maior. As ambições ficam maiores, a operação se torna mais sofisticada. Portanto, o visual está muito de acordo com a história. Você segue a história, segue o roteiro. […] Então você ainda tem os matizes com os quais está acostumado, com os quais o público está acostumado, mas também está se desenvolvendo e se expandindo”, explicou dizendo ainda que ao conversar com os diretores passou a levar muito em conta a qualidade técnica oferecida pela Netflix, o que afeta diretamente a qualidade da imagem que o telespectador assiste.

“A Netflix disponibiliza o material em HDR com Dolby Vision, então implementamos Dolby Vision, ou um fluxo de trabalho de início de HDR, que basicamente reinventamos o fluxo de trabalho do programa para corresponder ao formato de distribuição, o que obviamente afeta a imagem. Isso faz com que estejamos muito mais sintonizados com a distribuição final. E uma parte disso é isso, e parte disso é apenas a discussão sobre como o visual se tornou mais sofisticado significava que tínhamos sombras mais suaves. Tínhamos um pouco mais de detalhes e um pouco mais de textura nas sombras do que na segunda temporada, e embora os realces e o brilho da imagem geral sejam os mesmos, apenas ter aquela curva mais suave na parte inferior é muito mais fácil para os olhos”, detalhou.

https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v8.0&appId=204664657496904&autoLogAppEvents=1

Fonte.