A Tesla está a preparar-se para dominar o mercado com a chegada do Full Self-Driving. Ainda não são muitas as marcas com uma oferta nesta área e por isso a empresa de Elon Musk acaba por ter uma vantagem óbvia.

Disponível como uma nova subscrição, esta novidade pode ser usada por todos, mas com uma condição. Esta, infelizmente, tem um custo de 1500 dólares, o que está a deixar os clientes da Tesla furiosos.

Tesla Full Self-Driving clientes upgrade hardware

Foi no final da semana passada que a Tesla introduziu de forma silenciosa uma novidade na sua app. Tal como acontece com outras opções, passou a ser possível subscrever o Full Self-Driving, a ajuda à condução quer permite aos carros elétricos da Tesla serem quase autónomos.

Este deixou de ser um extra vendida apenas no momento da compra dos carros da marca, podendo ser agora contratado de forma mensal. Este tem um custo de 199 dólares (ou 99 dólares) e pode ser ativado ou desativado a qualquer momento.

Tesla Full Self-Driving clientes upgrade hardware

Para poder ser usado, é necessário que os carros tenham presente uma versão específico do hardware da Tesla. Identificada como versão 3.0, esta tem um custo de 1500 dólares para quem não a tem instalada. E isso está agora a ser um problema, com carros com mais de 2 anos a necessitarem desta atualização.

Do que tem sido escrito nas redes sociais e outros canais da marca, este hardware deveria estar presente. Os clientes da Tesla alegam que a marca informou que todos os carros vendidos depois de 2016 teriam o hardware necessário para o Full Self-Driving

Tesla Full Self-Driving clientes upgrade hardware

Esta não era até agora uma questão, uma vez que não existia qualquer aplicação prática deste hardware 3.0. No entanto, e agora que todos podem aceder ao Full Self-Driving, os clientes sentem-se enganados, por esperarem ter presente algo que foi anunciado pela Tesla.

A Tesla não se manifestou ainda sobre esta questão, mas já teria alertado que seria necessário hardware novo. No entanto, o problema está mesmo nos 1500 dólares que são pedidos e na informação que tinha sido transmitida aos clientes no momento da compra.



Fonte: Pedro Simões

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.